Na década de 50 ainda não existia previdência complementar. Seguro de vida ou acidentes ainda estava em fase embrionária. Só existia a Previdência Oficial que demorava muito tempo para identificar as famílias daqueles trabalhadores que por ventura tivessem a desventura de sofrer acidente ou mesmo vir a falecer.

E foi exatamente essa carência social e previdenciária que fez surgir a nossa ARC, hoje Previdencia Privada, pois no ano de 1958 houve um acidente no qual pereceu um radioperador de vôo dentre outros. E como era praxe a família do mesmo ficou em abandono financeiro.

Os colegas do falecido como sempre fizeram a já tradicional “vaquinha”, que consistia na recolha de uma pequena quantia entre eles, o resultado dessa arrecadação era repassado a família do sinistrado para fazer frente as despesas iniciais, enquanto aguardavam o pronunciamento financeiro da Previdência Oficial.

No entanto, isso era uma solução paleativa que nem sempre resolvia os problemas financeiros da família em questão, pois muita das vezes o montante arrecadado era pouco e a previdência levava meses para liberar a pensão da família.

Assim sendo foi que no histórico dia 23 de Junho de 1958, às dezoito horas na sede do Sindicato Nacional dos Aeronautas, na presença de diversos Radioperadores de Vôo, Comandantes, Comissários e Mecânicos de Vôo foi realizada a Assembléia Geral para a fundação da associação dos Rádiosperadores de Vôo, Mecânicos de Vôo e Comissários do Consorcio (ARC) que até os dias atuais presta serviços sociais, assistência financeira e lazer aos seus associados.

Rio: 21-3393-4012 Mendes: 24-2465-1100